Guia cultural de Viena

Confira tudo o que você não pode perder na cidade imperial


Viena é uma das cidades mais encantadoras e completas do mundo quando o assunto é arte. As oportunidades para conhecer são bem amplas e vão desde as tradicionais músicas clássicas de Mozart e Beethoven, até histórias de guerras, expressas em grandiosos quadros espalhados por museus.

A cidade imperial é realmente diferente das demais metrópoles europeias. Os anos passam e a impressão é de que Viena permanece com as mesmas tradições de antigamente, porém com ares mais modernos e elegantes. Acredito que o grande motivo da “manutenção” de tantos costumes, seja pela própria cultura do povo, que apesar de conservador, está aberto a novas experiências. Os vienenses usam e abusam da cidade de uma maneira invejável. Há um equilíbrio entre o velho e o novo, e assim, a cidade prospera cada vez mais sem perder suas características.

Maria Theresien Platz – onde ficam dois museus importantes de Viena: da história natural e história da arte
Foto: Camila Castanheira

Para vocês terem uma ideia, a grandiosidade cultural desta cidade é tão impressionante que só de museus Viena têm mais de 100. Sim, isso mesmo! Outra coisa que achei incrível, é a forma como estes museus inovam para tornar as exposições mais acessíveis aos deficientes visuais e visitantes surdos. São experiências sensoriais lindas que levam a mensagem da arte a muita gente. Ah, e sem falar da quantidade de atividades direcionadas para crianças, estimulando desde cedo o desenvolvimento e compreensão da arte.

Além dos museus e galerias, a música é algo muito latente na capital imperial, tanto que Viena é chamada na Europa de “a cidade da música”. São inúmeros teatros, óperas, casas de shows e festivais ativos o ano todo, e não pense que é só música clássica não, tem de tudo um pouco!

Tendo em vista esta infinidade de opções artísticas, desenvolvi um guia cultural com inúmeras oportunidades para você escolher o que fazer durante sua viagem. Acredite, é difícil escolher, então abra seu coração, libere sua mente e mergulhe de cabeça nestas próximas linhas cheias de informação e sensibilidade.

Interior do museu de história da arte em VIena
Foto: Camila Castanheira

Museus

Viena apresenta museus de todos os tipos que você possa imaginar. Tentei selecionar de tudo um pouco para mesclar as experiências durante a viagem. Mas caso queira algo específico, indico visitar o site oficial da cidade, Vienna Now.

MuseumsQuartier

Trata-se de um complexo de museus com uma área contemporânea externa com vários bares e cafés. O primeiro e mais completo museu do Quartier é o Leopold. Focado em arte moderna, o Leopold é um tesouro único de art nouveau vienese expressionista e abriga obras do importante artista austríaco Gustav Klimt. A principal coleção de obras de arte de Egon Schiele também está aqui. Adorei como as obras estão distribuídas neste museus.

O segundo museu do complexo é o Mumok. Este museu moderno e contemporâneo concentra sua atenção em artes dos séculos XX e XXI. Com um acervo baseado no pop art e no fotorrealismo, o Mumok apresenta uma coleção com cerca de 9.000 obras entre: pinturas, esculturas, instalações, desenhos, gráficos, fotos, vídeos, filmes, modelos arquitetônicos e móveis.

Obras de Andy Warhol, Claes Oldenburg, Pablo Picasso, Yoko Ono, Günter Brus e Gerhard Richter convidam os visitantes a se envolverem com um universo único contemporâneo em Viena. Indico este museu para quem realmente gosta de arte contemporânea pois é bem focado na atualidade.

Arquitetura incrível do Mumok
Foto: Camila Castanheira

Outro espaço em destaque no Quartier é o inovador Kunsthalle Wien. Este lugar é como se fosse um centro de exposições itinerantes que compreende a ampla diversidade da arte contemporânea internacional e seus discursos. Como um fórum, o Kunsthalle é um espaço aberto para arte que promove discussões aprofundadas sobre questões atuais da vida cotidiana.

Para quem adora aquitetura, no Quartier também apresenta o centro de arquitetura Architekturzentrum Wien, um dos mais importantes da Áustria. E para quem está com a criançada, o ZOOM Children”s Museum é um espaço dinâmico e interativo direcionado para as crianças atuarem diretamente com educação artística de maneiras sensoriais.

kunsthallewien é o primeiro museu que você vê quando entra no Quartier
Foto: Camila Castanheira

Albertina

É aqui que estão as coleções gráficas mais valiosas do mundo. Obras como a “Hare” de Dürer e os estudos de mulheres de Klimt, são alguns dos inúmeros trabalhos que você encontrará por aqui. O Albertina fica em um dos braços do Palácio Imperial dos Habsburgo e no passado foi residência de membros da família real. O museu apresenta ainda um acervo de obras apuradíssimas de arte moderna e exposições de fotografia e arquitetura.

Algumas obras expostas no Albertina
Foto: Camila Castanheira

Kunsthistorisches Museum (Art History Museum)

Um dos melhores museus de história da arte do mundo, o Kunsthistorisches Museum é o retrato do que era a adoração por arte da família Habsburgo. A maioria do acervo fazia parte da coleção da família. O Museu é enorme e bem diversificado. Há uma sala gigantesca dedicada a Peter Paul Rubens, uma outra área muito rica de pinturas do barroco italiano e outras inúmeras dedicadas ao norte europeu. O museu apresenta ainda, numerosas peças do período medieval, com mais de 1000 anos de história.

O Kunsthistorisches Museum fica em frente do Museu de História Natural de Viena e a menos de um quarteirão do MuseumsQuartier.

Entrada do Kunsthistorisches Museum – Museu de História da Arte de Viena
Foto: Camila Castanheira

Naturhistorisches Museum Vienna (Museu de História Natural)

Museu interessante e indicado para toda a família, com muitas atividade para crianças. Conheça a história do planeta Terra e a variedade da natureza através do estudo de insetos, mamíferos, dinossauros e planetário. As exposições de pedras preciosas e minerais também são bem completas e interessantes.

Kunsthistorisches Museum – Museu da História natural de Viena
Foto: Camila Castanheira

Palácios

Palácios são o que não faltam em Viena. O império austríaco foi um dos mais ricos da história e isso reflete na grandeza dos monumentos em Viena. Dentro da cidade existem três majestosos palácios para apreciarmos. Essa é a minha parte favorita!

Belvedere

Uma das construções barrocas mais encantadoras da história da arte, o Belvedere foi construído no início do século XVIII pelo príncipe Eugene de Savoy. O Palácio é dividido em duas partes: a Inferior, onde ficavam os aposentos reais mega luxuosos da família e a Superior, onde aconteciam as grandes festas e recepções da nobreza.

Comece o passeio pelas galerias de arte do Palácio Superior onde estão obras de grandes artistas impressionistas, e aprecie muito a maior coleção de arte de Gustav Klimt. Depois, ande pelos jardins até chegar no Palácio Inferior onde ficam os luxuosos aposentos imperiais e as melhores exposições itinerantes de arte.

Você pode optar por conhecer somente um dos palácios, mas não indico. Um complementa o outro e juntos traduzem a riqueza que é o Belvedere.

Palácio Superior – Belvedere
Foto: Camila Castanheira

Holfburg

Localizado bem no centro de Viena, o Palácio de Hofburg foi o centro do império dos Habsburgo e residência nobre por mais de 600 anos. Para vocês terem uma ideia da dimensão deste lugar, o palácio foi considerado uma cidade dentro de Viena. Computem: 18 alas, 19 pátios e 2600 quartos.

Os turistas possuem acesso somente a uma pequena parte do palácio, que se transformaram em três museus interessantes: os apartamentos reais, onde a família imperial ficava (inclusive Sisi e o imperador Francisco), a coleção de prata dos imperadores, que apresentam presentes da realeza inclusive alguns dados por Napoleão e por último o museu Sisi, que conta a história de desta imperatriz que foi uma das mulheres mais imponentes e fora do padrão de toda a história.

Para entrar no palácio, sugiro comprar o Sisi Ticket que dá direito a todas as atrações citadas mais a entrada no Palácio Schönbrunnn, que falarei abaixo.

Palácio
Foto: Camila Castanheira

Schönbrunnn

Este palácio imponente e elegante simboliza todo um período de conquistas e poder da família imperial, os Habsburgo. Construído com a ideia de tentar ofuscar o brilho do Palácio de Versalhes, o Schönbrunnn tem mais de 1441 aposentos e foi a residência de verão oficial da família imperial.

Esta é a atração mais visitada de Viena, portanto sugiro visitá-lo logo no primeiro horário quando ainda não está tão cheio e o ingresso para entrar no Schönbrunnn também está incluso no Sisi Ticket que citei acima.

A imponência e grandiosidade do Palácio de Schönbrunnn Viena
Foto: Camila Castanheira

Música e espetáculos artísticos

Viena é considerada a capital da música na Europa. Dizem os locais que em quase todas as ruas do centro da cidade imperial, encontramos histórias de compositores famosos – incluindo Beethoven, Haydn, Mozart, Brahms, Gluck, Vivaldi, Strauss, Salieri, Schubert, Schönberg e Bruckner.

Musikverein

O Musikverein é o considerado o centro da música clássica em Viena. Ter a oportunidade de assistir a um concerto nesta casa de música é sentir o que há de melhor em sonoridade e qualidade acústica. Foi aqui que Mozart se consagrou como artista e tocou suas famosas sinfonias.

O Musikverein fica no centro de Viena e indico comprar os ingressos pelo site com antecedência para os espetáculos, lotados o ano todo.

Musikverein lindíssimo no anoitecer
Foto: Vienna Now

Volksoper Wien

Esta é o único espaço em Viena dedicado a operetas e um dos principais lugares para assistir óperas, musicais e balé. O Volksoper é conhecido pelo entretenimento musical sofisticado que oferece e é frequentado principalmente pelos locais.

Wiener Staatsoper

A Ópera Estatal de Viena, a Wiener Staatsoper, é uma das melhores do mundo. Com produções de primeira classe, assistir a um espetáculo neste lugar é estar em contato com o que há de mais culto e tradicional na cidade imperial. Há apresentações praticamente todos os dias durante todo o ano. Na primavera e no verão, há um projeto em que um telão é colocado em frente da ópera para transmitir os espetáculos ao vivo para a população. Uma atitude simples e muito sustentável.

Compre os ingressos pelo site com antecedência pois esgotam rapidinho.

Interior do Wiener Staatsoper
Foto: Camila Castanheira

Tanzquartier Wien

Um dos principais centros de dança e performance contemporânea de Viena, o Tanzquartier é uma casa de espetáculos para quem realmente aprecia a expressão corporal em todas as suas linhas. Localizado no MuseumsQuartier, esta casa de espetáculos apresenta mais de 120 produções por ano e exibe shows de todos os tipos e de todo o mundo.

Burgtheater

Inaugurado em 1741 mediante solicitação da Imperatriz Maria Teresa, o Burgtheater é considerado por muitos como o melhor teatro da Europa. Muito frequentado pelos locais, este luxuoso teatro é em Viena um local de expressão da cultura alemã. Durante o ano o teatro oferece diferentes apresentações musicais e teatrais.

Se visitá-lo, chegue mais cedo para passar alguns momentos admirando a arquitetura e o design do prédio. Há afrescos de Gustav Klimt nas paredes.

Burgteather visto das alturas
Foto: Vienna Now

Jazzland

Além da música clássica, o jazz também é muito apreciado pelos austríacos. Para curtir este ritmo delicioso na cidade imperial, nada melhor do que o tradicional Jazzland. Fundado há mais de 30 anos este clube de jazz é super tradicional e conceituado por apresentar shows apuradíssimos do ritmo unindo estrelas do jazz internacionais com músicos austríacos. Vale muito a visita.

Depois de tantas oportunidades, fica fácil entender porquê Viena é considerada uma das capitais mais cultas da Europa. Este é apenas um resumo do que a cidade imperial oferece artisticamente. Esta é a melhor e mais autêntica face de Viena. Explore sem moderação!

Leia mais sobre Viena:

Você tem todos os motivos do mundo para se apaixonar por Viena
Cafés em Viena

Deixe seu comentário

2 pensamentos em “Guia cultural de Viena”