9 museus de arte imperdíveis em Nova York

Uma verdadeira imersão cultural pela Big Apple

MET – Principal museu de Nova York
Foto: Camila Castanheira

Arte é uma coisa que encontrei em todos os cantos de Nova York. Basta olhar para os lados ou para o céu, que tudo parece ter alguma expressão artística. Começando pela arquitetura deslumbrante dos arranha-céus, na gastronomia tão variada, nos grafites dos muros em volta da cidade, nas pontes e até mesmo nas casas que viraram ícones de séries de TV, a arte é algo em abundância nesta metrópole.

Além das diversas maneiras de expressões das ruas, museus e galerias são o que não faltam na Big Apple. É uma pluralidade de manifestações artísticas de todos os tipos e para todos os gostos. Particularmente, o que mais me encantou nos museus em Nova York, foi a quantidade de atividades extras que se pode fazer para complementar as visitas de maneiras inteligentes e dinâmicas. Exposições interativas, visitas guiadas, cursos extracurriculares e agendas com atualizações diárias, são apenas algumas das muitas opções que temos à disposição.

Lembrando com muito carinho de tudo o que vivi, separei alguns museus especiais para você conhecer durante sua viagem à Nova York. Tenho certeza de que com algum deles você se identificará. Vem comigo se encantar e inspirar em uma das cidades mais incríveis do mundo!

MoMA
Uma das obras primas de Monet
Foto: Camila Castanheira

Metropolitan Museum of Art – MET

Meu museu preferido em Nova York, o acervo de artes do MET é um dos mais ricos e fantásticos do planeta. Aqui, você aprecia e aprende com arte africana, egípcia, grega, européia, oriental e de muitas outras partes do mundo, com mais de 5.000 anos. Assim como no Louvre, não indico conhecer o museu todo em um dia. Escolha uma das sessões para explorar e, se quiser, inclua no seu tour uma visita guiada, pois eles oferecem várias durante o dia, totalmente free. Se desejar há áudio guia disponível em Português.

MET – meu museu preferido em NY
Foto: Camila Castanheira

The Met Breuer

Inaugurado em Março de 2016, o Met Breuer é um braço do Metropolitam Museum dedicado à arte moderna e contemporânea. Situado pertinho do prédio principal do Met, ao lado do Central Park, O MET Breur exibe obras de Picasso, Van Gogh, Mondrian, e muitos outros artistas renomados. Os últimos andares do museu são dedicados às obras inacabadas, um verdadeiro mergulho no processo de criatividade de inúmeros artistas. O Met Breuer também possui um restaurante maravilhoso no subsolo, o Flora Bar and Coffee, vale a pena passar por lá nem que seja para tomar um cafezinho!

The Met Breuer – © NYC & Company/Tagger Yancey IV
http://www.nycgo.com

The Met Cloisters

Outro filho do Metropolitam Museum, o MET Cloisters é um museu especial dedicado à arte, arquitetura e jardins da Europa medieval (idade média). Derivando o nome dos claustros medievais que formam o núcleo do edifício, este museu apresenta um cenário harmonioso e diferenciado com mais de 2.000 obras de arte, além de elementos arquitetônicos excepcionais do oeste medieval. Quem adora história européia irá amar este lugar.

Museum of Modern Art – MoMA

Nova York arrasa em atrações ligadas à arte e, com o MoMA, não poderia ser diferente. Este é um do museus de arte moderna e contemporânea mais completos do mundo. Aqui você encontra obras de Matisse, Picasso, Dalí, Duchamp, e muitos outros artistas que fizeram história no mundo da arte. Prepare-se para ficar por aqui em média uma hora e meia, e caso queira, na entrada do MoMA há o áudio guia em Português.

MoMA – A noite estrelada de Van Gogh
Foto: Camila Castanheira

MoMA PS1

O MoMA PS1 é uma das mais antigas e maiores instituições de arte contemporânea sem fins lucrativos dos Estados Unidos. O legal deste museu é que ele fica em um prédio de uma antiga escola no Queens, um dos distritos de NY. A experiência que o MoMA PS1 oferece é um pouco diferente dos demais museus. Ele é como se fosse um catalisador e um defensor de novas idéias e tendências em arte contemporânea que busca e valoriza artistas emergentes, novos gêneros e novos trabalhos aventureiros de artistas reconhecidos. É um espaço de apoio e incentivo à inovação na arte contemporânea.

Em vez de alojar uma coleção permanente, o museu exibe com maior recorrência exposições itinerantes, recebendo uma série de obras de artistas experimentais e emergentes em constante mudança.

MoMA PS1 – © NYC & Company/Alex Lopez
http://www.nycgo.com

Whitney Museum of American Art

Este charmoso museu de arte contemporânea americana, é um dos mais conceituados e dinâmicos do mundo. São mais de 21 mil obras de mais de 3 mil artistas diferentes. O que achei interessante no Whitney, além da incrível coleção de renome, é que o museu explora muito obras de artistas ainda vivos, tanto nas belíssimas exposições temporárias, quanto no próprio acervo.

O Whitney fica em um edifício projetado pelo arquiteto Renzo Piano, entre a High Line e o Hudson River. O prédio é tão único, que mesmo que você não goste de arte contemporânea vale a pena a visita para conhecê-lo. Antes de programar a visita ao Whitney, verifique a programação das exposições no site oficial.

Whitney Museum, © NYC & Company/Tagger Yancey IV
http://www.nycgo.com.

The Museum of Arts and Design – MAD

O MAD como é carinhosamente chamado na Big Apple, é um museu de arte contemporânea e design que atua em uma linha artesanal. O museu é muito conhecido por apresentar aos seus visitantes todas as facetas de fabricação e processos criativos pelos quais os materiais são transformados, desde técnicas tradicionais até tecnologias de ponta.

Com suas exposições rotativas, o MAD foca em inovação e liberdade de expressão de uma maneira que atinge todas as idades.

MAD – © NYC & Company/Julienne Schaer
http://www.nycgo.com.

Solomon R. Guggenheim Museum

O prédio deste museu de arte moderna e contemporânea já é uma atração a parte. Antes de entrar no Guggenheim, sugiro que pare um pouquinho na entrada e admire atentamente suas linhas de criação e desenvolvimento. É, no mínimo, uma experiência intrigante compreender toda aquela arquitetura. Logo que entrar, pegue o elevador até o último andar e explore o museu de cima para baixo, assim você terá uma visão geral da arquitetura do prédio por dentro. É simplesmente sensacional!

O Guggenheim apresenta um acervo de arte moderna e contemporânea riquíssimo, com dois destaques que eu amei: a belíssima Coleção Kandinsky e a Coleção Thannhauser. Esta última foi doada pela família Thannhauser que colecionava grandes obras como Picasso e Van Gogh.

Este rico museu fica do ladinho do Central Park e apresenta uma vista lindíssima da cidade de Nova York.

Museu
Guggenheim Museum – © NYC & Company/ Tagger Yancey IV/ NYC & Company
http://www.nycgo.com.

Brooklyn Museum

Um dos principais centros de cultura de Nova York, o Brooklyn Museum é um lugar especial que apresenta uma mistura fascinante de diversas linhas da arte. Com suas exposições contemporâneas e históricas, este museu exibe mais de 1500 obras, com um acervo que vai desde o universo egípcio, até os dias atuais. A programação cultural do museu também é muito interessante. Antes de visitá-lo, consulte no site oficial qual a programação do período.

Brooklyn Museum – © NYC & Company/ Julienne Schaer
http://www.nycgo.com

Com tantas opções artísticas, daria facilmente para passar um tempo em Nova York somente respirando cultura. Na verdade, acho que não seria nada mau uma viagem à Big Apple focada em visitar os museus. Seria um sonho!

Se você já visitou Nova York e conhece algum outro lugar diferente, divida conosco, será um prazer descobrir novas idéias e oportunidades junto de vocês!

 

Deixe seu comentário