O que fazer em Bangkok

Tudo o que você não pode perder na capital da Tailândia 


Bangkok no primeiro momento pode ser uma cidade muito louca. São contrates de todos os lados desviando a nossa atenção e paciência. Trânsito é caótico, transporte público lotado e muito calor. Nossa como aqui é quente. Mas te garanto que tudo isso fica em segundo plano quando você começa a entender como a cidade funciona.

São as casas velhas ao lado das bonitas, a lojinha pacata em frente a monstruosos shoppings, restaurante charmosos com barracas de comida, e mais uma infinidade de coisas que somente indo para entender. Ah, e tem os sorrisos, os tailandeses arrasam no quesito gentileza, mesmo os da cidade grande.  

Bangkok é, literalmente, uma cidade de múltiplas faces e eu quis desvendar todas elas. Selecionei lugares imperdíveis que em três dias você conseguirá desvendar.

Os arranha céus de Bangkok – Foto: Camila Castanheira

Templos Budistas

Os templos budistas são a identidade da Tailândia e na capital não seria diferente, há inúmeros espalhados por toda a cidade.  O principal é o Grand Palace, antiga casa da família real e onde está o sagrado templo do Buda de Esmeralda o Wat Phra Kaew. Outro templo lindíssimo bem pertinho do Grand Palace é o Wat Pho, conhecido pelo magnífico Buda deitado. Neste templo há uma escola de massagens em que turistas ou locais podem fazer diversos tratamentos. É barato e vale muito a pena parar uma horinha para relaxar e dar um tempo do calor que reina lá fora.

Grand Palace em Bangkok Foto: Camila Castanheira

Roof Tops

Existe uma outra cidade no alto dos arranha-céus de Bangkok. Durante a noite, as empresas fecham e os bares e restaurantes despertam, trazendo outras experiências. Há inúmeros hotéis e prédios comerciais que abrem o andar mais alto de suas estruturas para abrigar verdadeiras maravilhas que tocam o céu! O maravilhoso hotel Lebuá todas as noites recebe hospedes e turistas do mundo todo para apreciar a fabulosa vista do famoso Sky Bar, um dos roof tops mais famosos da cidade.  O Sky Bar e o restaurante Sirocco, o restaurante do hotel são muito disputados ,portanto, se quiserem conhecer cheguem cedo e façam as devidas reservas quando necessário. Ah, e sem esquecer, o traje tem que ser meio social chic, homens não entram de bermuda nem de tênis,

Outros Rooftops bem famosos são o Red Skybar, o Zoom e o 360 do hotel Hilton. Todos eles oferecem experiências distintas e maravilhosas pelos céus de Bangkok.

Vista maravilhosa do Sky Bar do Hotel Lebua Foto: Camila Castanheira

Khao San Road

Esta é aquela rua onde tem de tudo o que você possa imaginar, inclusive aquelas comidas estranhas (que só turista come) como insetos, escorpiões e outras cositas más? A Khao San Road é o centro turístico de Bangkok e é lá que você encontrará turistas do mundo todo em busca de massagem nos pés e experiências gastronômicas inusitadas.

Particularmente não gostei tanto da rua em si, mas as ruas em volta são bem charmosinhas e há bastante artesanato local para apreciar. Vale uma visita durante a noite pelo menos para saber como é.

As estranhas comidas da Khao San Road Foto: Camila Castanheira

Siam Center

É aqui neste complexo gigantesco de shoppings que você descobrirá uma Ásia além de tudo o que conhecemos. Os orientais amam shoppings e os fazem como ninguém.  São as famosas lojas europeias e americanas misturadas com as inusitadas e modernas orientais que esbanjam criatividade nas vitrines. Separe pelo menos um dia para conhecer esta região da cidade, pois os shoppings são muito grandes. E não deixe de  visitar o irreverente café da Hello Kitty, adultos e crianças ficam loucos com tanta criatividade. 

Uma das entradas do complexo de compras Siam Center Foto: Camila Castanheira

China Town

A China Town de Bangkok foi uma das mais irreverentes e confusas que já visitei no mundo. Imagine uma bagunça urbana chinesa misturando comida, objetos, especiarias, e tudo o que você possa imaginar.  Há definitivamente de tudo. Visitei a região durante o dia mas creio que durante a noite deve ser ainda mais interessante, quando os enormes letreiros criam vida e iluminam magicamente as ruas de Bangkok. 

ChinaTown em Bangkok Foto: Camila Castanheira

Asiatic

O Asiatic é um centro gastronômico e de compras que é o oposto da bagunça da Khao San Road. Pensa em uma complexo de restaurantes fofos, barracas de comidas cheirosas e arrumadas, artesanatos muito bem desenhados e até uma roda gigante para completar.

É uma delicia passar algumas horas da noite por aqui! Aproveite para comprar aquelas lembrancinhas de viagem por aqui, os preços são ótimos e tem muita variedade. 

Asiatic – aproveite para fazer aquelas comprinhas Foto: Camila Castanheira

Casa de Jim Thompson

Esta típica casa tailandesa foi de um ex-militar americano que se apaixonou pela Tailândia e firmou residência por anos no país.  Jim foi um dos maiores promotores da seda tailandesa no mundo e em sua casa podemos aprender um pouco como é uma residência local. O passeio pela casa é guiado e muito interessante para quem deseja entender um pouco mais sobre a arte oriental.

Entrada da casa de Jim Foto: Camila Castanheira

Arredores de  Bangkok.

Perto de Bangkok há, também, outros lugares interessantes para conhecer que exigirão um dia todo da sua viagem. Se você tiver tempo, faça um tour pelos mercados flutuantes ou visite Ayuttaya, uma cidade em ruínas que foi a segunda capital da Tailândia, quando o país ainda de chamava Reino de Sião.

Ayutthaya – A segunda capital da Tailândia Foto: Camila Castanheira

 

Combine sua viagem a Bangkok também com outras partes da Tailândia, o norte para explorar o budismo e o sul para desvendar as praias e a melhor época para visitar o país é de novembro a abril, por conta das monções. Ah e tenha ciência de que a Tailândia é um país predominantemente úmido que apresenta praticamente três estações do ano: quente, muito quente e master quente. Portanto, coloque roupas de calor da sua bagagem, filtro solar, óculos de sol e boa viagem! 

Deixe seu comentário