Sevilha , Espanha e o Encontro das Culturas

Arte Mudéjar, renascentista e barroca. Tudo isso e mais um pouco nesta cidade multicultural

Cidade de Sevilha do Alto – Foto: Pixabay

Sevilha Espanha, já passou por tudo nessa extensa vida. Com diversas influências agindo sobre a cidade, ao longo do tempo,  Sevilha é um museu a céu aberto em que é possível observar resquícios de vários povos que por aqui viveram. São vestígios desde o passado romano, da época em que a cidade se chamava Itálica, passando pela invasão muçulmana, o prospero período cristão, renascentista, barroco até as guerras napoleônicas e atualidade.

Esta cidade multicultural tem muitas facetas que é uma delícia desvendar. Um dos momentos mais importantes e que você verá com maior recorrência pelas ruas e museus da cidade, será o período dos domínios mouros que duraram cerca de 7 séculos (711 até 1492). A cidade neste tempo acabou adquirindo características muito únicas que, posteriormente, ficaram conhecidas como arquitetura Mudéjar. Este estilo é característico em toda a península ibérica, tendo certas particularidades de acordo com a região na qual se encontra. 

Detalhes da arte árabe Foto: Pixabay

Após este longo período de domínio árabe, já no século XVI, a Espanha foi tomada pelos cristãos e entrou em uma era de expansão e prosperidade. Sevilha em pouco tempo se tornou o centro comercial espanhol com o mundo e consequentemente uma cidades mais cosmopolitas e importantes da Europa.

Deste período próspero, podemos apreciar a sagrada arte renascentista e barroca registrada em muitos quarteirões da cidade através de esplendidos edifícios. Um show de história e arte pelas ruas de Sevilha. Ah, e foi durante este período também que a Espanha conquistou a América. Lembra de Colombo!

Com o passar o tempo, vieram as guerras napoleônicas, dinastia dos Habsburgo, Guerra da Sucessão, Guerra Civil espanhola, e muitos acontecimentos que determinaram toda a rica e intensa história de Sevilha. Esta metrópole espanhola é hoje uma mistura de sensações que com seu estilo único consegue capturar a atenção do visitante a cada esquina que se desdobra. 

O que fazer em Sevilha Espanha

Há muito o que se fazer em Sevilha, contudo selecionei três lugares imprescindíveis para você que deseja conhecer um pouco mais sobre a história e arte na cidade. 

O Real Alcázar, ou Alcázares Reais, é um daqueles edifícios inimagináveis, cuja existência não se explica, apenas se observa e aprecia. O palácio, que foi um dos mais importantes durante a estadia árabe na Espanha, hoje possui influências de todas as culturas que passaram por lá. Cada corredor, cada quarto e cada espaço aberto é um convite para explorar um mundo de detalhes, seja nas paredes, azulejos, pilastras, tetos ou onde quer que você observe.

Cenários que parecem retirados de um reinado antigo ou da série Game of Thrones são muito comuns, desde o Salão dos Embaixadores e todo o caminho percorrido até chegar no Pátio das Donzelas. Realmente, reserve uma boa parte do dia para poder vagar pelos corredores e absorver um pouco do estilo de vida que eles tinham naquela época.

Sevilha Espanha
Real A Foto: Pixabay

Outro lugar incrível é a  Catedral de Sevilha que é, sem exageros, a maior catedral gótica cristã e uma das mais belas da Europa. Ela foi erguida no mesmo local onde ficava uma grande mesquita, adquirindo diversas influências e moldes arquitetônicos da cultura árabe. Desde grande arcos em forma de ferraduras até seus altares, sejam estes mudéjar, gótico, renascentista e inclusive barroco.

O interior da catedral justifica a necessidade de um guia. Há muitos detalhes preciosos a serem entendidos, desde as celebridades e notáveis que foram enterrados lá até as sagradas cenas da vida de Jesus que adornam o local sagrado. 

Sevilha Espanha
Catedral de Sevilha Foto: Pixabay

Bem ao lado da catedral, está Giralda, que é um dos marcos que ainda permanecem da época muçulmana na cidade. Hoje em dia ela serve de campanário para a nova catedral, mas, originalmente, ela foi idealizada para ser o farol, ou torre, da grande mesquita almofade, como a Torre Hassan de Rabat.

No entanto, após a reconquista da cidade pelos cristãos (que eu contei brevemente acima), foram adicionados dois andares com influências renascentistas, apelidadas de “Giraldillo”. A torre pode ser visitada, com acesso até o topo e a vista é surreal de linda. Mas, como muito se sabe, para chegar no paraíso é preciso penar! São 35 lances de escada para poder ter esse privilégio, com direito a fadiga e cansaço. Posso garantir que vale a pena cada degrau! Contudo, caso você não queira realmente passar por esse esforço, é possível ver a torre completamente iluminada a noite, dando a sensação de ter sido feita em ouro. É outra experiência maravilhosa!

Sevilha Espanha
Giralda Foto: Pixabay

Onde fica Sevilha

A cidade de Sevilha é a capital da província de Sevilha e fica dentro do estado de Andaluzia, na região sudoeste da Espanha. A cidade é a quarta mais populosa da Espanha, e berço das sevilhanas, dança parecida ao flamenco. Sevilha também é uma das mais importantes no que diz respeito à produção de música clássica espanhola, podendo observar guitarristas independentes pelas ruas e avenidas da cidade.

Para quem adora arte e cultura, conhecer a cidade é um prato cheio. Reserve no mínimo 03 dias inteiros para conhecê-la com calma. É uma viagem inesquecível.

Camila Castanheira é publicitária, paulista, pós graduada em Negócios e Empreendedorismo. Já fez intercâmbio para a Inglaterra, conhece mais de 30 países e 300 cidades em todo o mundo. É apaixonada por história da arte, música, dança e não dispensa jamais um bom café! No dia a dia aplica o que tem como lema: comunicar que o turismo, juntamente com a arte, tem o poder de transformar as pessoas e mudar o mundo.

Deixe seu comentário